(51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959 | (51) 99749-4400

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

A higienização de ambientes vai muito além da faxina. Em lojas e escritórios, esses cuidados são ainda maiores, devido ao grande fluxo de pessoas. Cada cômodo demanda procedimentos específicos e que, às vezes, passam despercebidos. Confira dicas indispensáveis para a manutenção do espaço e a saúde do público.

Latas de lixo

A retirada dos sacos de lixo deve ser diária. O acúmulo de entulho pode atrair insetos e ratos, transmissores de doenças. Já os cestos e latões precisam ser lavados, pelo menos, duas vezes por semana. Recomenda-se utilizar algum neutralizador de odores.

Escadas

Imagine quantas mãos passam, a cada hora, pelos mesmos corrimões. Essas superfícies tornam-se verdadeiros criadouros de bactérias. Por isso, a equipe de limpeza deve passar pano com álcool semanalmente – ou com mais frequência, no caso de uma academia, por exemplo. Os degraus também devem ser lavados.

Portas e janelas

A limpeza de portas, esquadrias e vidraças pode ser mensal. Cabe lembrar que cortinas também devem ser lavadas, já que acumulam poeira e rendem morada aos ácaros. Persianas de metal exigem higienização a cada dois meses. As de tecido, semestralmente, seguida de sanitização conduzida por técnicos especializados.

Tapetes

A frequência da lavagem depende do local em que o tapete se encontra. Na copa, o acessório pode acumular restos de comida, atraindo pragas. Já os capachos de banheiro carregam micro-organismos. Essas peças podem ser lavadas quinzenal ou semanalmente, dependendo do uso. A sanitização também é recomendada.

Circuladores de ar

Ventiladores juntam pó. Requerem uma limpeza mais drástica, no mínimo, uma vez por semestre. Esse também é o período para renovar a sanitização de ar-condicionado, procedimento que elimina alérgenos como fungos e bactérias. Empresas que utilizem capacidade superior a 60 mil BTU devem contratar profissionais que ofereçam o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC), exigido por lei.

Banheiros

A aplicação regular de produtos à base de cloro nos vasos sanitários é de praxe. A medida pode ser diária, se houver fluxo intenso de pessoas. Porém, os micro-organismos se espalham pela pia e até pelo rejunte dos azulejos. A faxina desses cantos pode ocorrer semanalmente.

Caixas d’água

Os reservatórios de água precisam passar pela desinfecção bacteriológica semestralmente. Essa medida evita a proliferação de protozoários causadores de problemas gastrointestinais.

Outros ambientes

Para as demais situações, a periodicidade da limpeza segue a regra de ouro: quanto maior o uso, mais frequente a higienização. A sugestão é estabelecer um calendário para o ano todo, incluindo, ainda, a renovação de serviços como sanitização, dedetização, descupinização e desratização.

O controle preventivo de pragas impede que seu negócio sofra prejuízos em função de infestações. O serviço também proporciona mais saúde e qualidade de vida para clientes e funcionários.

A garantia varia entre três meses e um ano, conforme o procedimento. Consulte a Hoffmann e tire suas dúvidas. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749.4400.