Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

Elas devoram livros, estragam roupas e atacam os alimentos da despensa. Estamos falando das traças, uma das pragas urbanas mais inconvenientes do dia a dia.

Apesar de relativamente inofensivas, já que não transmitem doenças, essas criaturas podem ocasionar perdas materiais importantes. Por isso, muita gente recorre a todo tipo de solução caseira para espantar os insetos. Tem quem encha o armário de cravo-da-índia, enquanto outras pessoas preferem a naftalina.

Já vamos adiantando que os truques populares têm ação limitada. A única maneira de controlar uma infestação grave é com o serviço profissional de desinsetização. O que você pode fazer, isto sim, é adotar medidas preventivas para diminuir a incidência das invasoras no ambiente.

A seguir, veja como evitar traças em armários, roupas e livros. Aprenda, ainda, as diferenças entre as principais espécies.

Tipos de traça mais comuns nas cidades

Na verdade, “traça” é um termo genérico para diversos grupos de animais. A maioria possui características em comum, como a preferência por lugares úmidos e escuros. Ao mesmo tempo, eles apresentam traços distintos. Confira:

Traça-dos-livros

Os insetos da ordem Thysanura não têm asas. Seu corpo alongado e achatado, com antenas nas pontas, lembra o de uma barata miúda. A diferença está na coloração acinzentada. Por tal motivo, esses exemplares também recebem o nome de silverfish, ou peixe prateado.

Não existe muita diferença entre o filhote e o adulto. A aparência permanece a mesma durante toda a vida do bicho. Apenas o tamanho pode variar – dificilmente passando de 1,5 cm.

O alimento da traça-dos-livros é o amido. Essa substância se encontra na cola dos papéis de parede, nas roupas engomadas e nos tecidos de cortinas e lençóis.

Como o nome indica, a praga ainda pode comer livros inteiros, pois aproveita o papel, o pigmento da tinta e a cola da encadernação. Portanto, trata-se de uma dor de cabeça para bibliotecas, museus e escritórios com grande quantidade de documentos arquivados.

Saiba mais: Dicas de organização para depósito e almoxarifado

Traça-das-roupas

Essa traça pertence à ordem Lepidoptera, a mesma das borboletas. Seu ciclo de reprodução compreende quatro fases: ovo, larva, pupa e inseto adulto.

Nas casas e nos estabelecimentos comerciais, é comum encontrar a criatura quando ela está no casulo, um envoltório achatado em formato de losango. Dentro desse “estojo”, a lagarta consegue se alimentar e completar a metamorfose, transformando-se numa mariposa.

O estágio larva/casulo pode ser considerado o mais preocupante. É nesse período que a praga ataca diversos materiais para comer. Sua nutrição é à base de queratina, encontrada principalmente em tecidos de origem animal.

, couro e algodão são algumas opções. Além disso, a traça-das-roupas aproveita sujidades como restos de pelos humanos, penas e poeira acumulada no ambiente.

O local preferido dessas invasoras não poderia ser outro: o guarda-roupas. Lá, elas encontram um verdadeiro banquete feito de camisas, blusões e travesseiros. Depois da refeição, elas migram para frestas nos móveis ou fissuras nas paredes, podendo continuar a transmutação à fase adulta.

Traças de produtos armazenados

Algumas espécies da ordem Lepidoptera são o terror das empresas alimentícias. Essas mariposas se reproduzem na massa estocada de milho, arroz, trigo e outros grãos. Assim, causam quebra na mercadoria, reduzindo o peso e a qualidade do produto.

Entre as criaturas, podemos citar a traça dos cereais (Sitotroga cerealella) e a traça indiana da farinha (Plodia interpunctella). O ciclo biológico de cada uma depende de fatores como temperatura, umidade relativa do ar e quantidade de alimento à disposição. Em condições ideais, a infestação pode ocorrer em poucas semanas.

Preste atenção à despensa e aos armários de mantimentos, especialmente se você tiver um restaurante, supermercado ou armazém. Os insetos gostam de farinha, leite em pó, achocolatados, frutas secas, biscoitos e cereais. Pet shops também devem tomar cuidado, já que a ração de animais domésticos é capaz de atrair traças.

Saiba mais: Controlando baratas, moscas e formigas em restaurantes

Como evitar traças no ambiente

Agora que você já entende um pouco mais sobre essas devoradoras de objetos, vamos às dicas para impedir uma infestação. Basicamente, deve-se manter a área limpa. Veja os detalhes:

– Lave roupas novas antes de guardá-las. Pode haver ovos de traça grudados nessas peças.

– Da mesma forma, evite armazenar roupas sujas. Suor, urina e outras secreções presentes nas fibras favorecem a proliferação de pragas.

– Instale telas de proteção nas janelas. Assim, as mariposas ficarão do lado de fora e não conseguirão depositar ovos dentro do prédio.

– Mantenha livros, revistas e jornais em prateleiras afastadas da parede. A ventilação minimiza o contato com a umidade. De preferência, o local também deve ter boa insolação, já que a luz natural afugenta os insetos.

– Zele pela limpeza do imóvel, com atenção especial aos cantos escuros e úmidos. Por exemplo, armários embaixo da pia são um esconderijo estratégico para traças.

– Limpe as superfícies frequentemente. Você pode utilizar um pano úmido para remover a poeira que fica em estantes, mesas e bancadas de trabalho. Vinagre até pode ser usado, mas o efeito repelente dura pouco tempo.

– Utilize aspirador de pó para higienizar quinas de móveis, rodapés, frestas no assoalho e demais pontos que o paninho não alcança. É justamente ali que muitos bichos se alojam.

– Não use inseticida em spray. Os artigos vendidos em supermercado são ineficazes contra ovos de traças.

– Deixe de lado a naftalina. Esse produto tem ação localizada, num perímetro muito restrito. Ou seja: para imunizar um roupeiro, você precisaria espalhar várias pastilhas entre os cabides e as gavetas. Suas blusas ficariam com um odor bem desagradável.

– Soluções naturais, como cravo-da-índia ou pimenta-do-reino, tampouco funcionam para conter uma infestação grave. Prefira-as para temperar receitas.

E-book grátis - Alimentos mais que Saudáveis

Como controlar infestação por traça

Se todos esses cuidados não forem suficientes para você evitar a presença de traças, conte com ajuda profissional. O emprego de domissanitários é a única maneira de eliminar focos de infestação. Ainda, o procedimento cria uma barreira protetora no ambiente, impedindo que novas invasoras se instalem ali.

Lembre-se, no entanto, que apenas empresas licenciadas podem administrar essas substâncias com segurança. Por isso, você deve contratar uma imunizadora especializada em desinsetização.

A Hoffmann atua no controle de traças, cupins, baratas e outras pragas. Entre em contato conosco e solicite um orçamento para controle de insetos. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios