Blog Imunizadora Hoffmann

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

De todas as pragas urbanas, certamente as que causam maior comoção são ratos e ratazanas. Ninguém quer descobrir que precisar dar conta de uma infestação desses bichos. Eles são hábeis, espertos e perigosos – pelo grande potencial de transmissão de doenças. Neste texto, você vai entender por que a maioria das pessoas falha ao tentar acabar com essa praga e como eliminar ratos e ratazanas de vez.

Mas, antes de tomar qualquer atitude, é necessário saber identificar as espécies mais perigosas.

Quais tipos de ratos são considerados pragas urbanas?

Rato-preto, ratazanas e camundongos são os três tipos de ratos considerados pragas urbanas. Além de causarem prejuízos materiais, eles também transmitem doenças e sua proliferação é muito rápida, por isso a infestação deve ser contida o quanto antes. Confira a seguir, de forma resumida, a diferença entre eles.

Ratazanas: é mais conhecido como rato de esgoto, embora viva outros locais úmidos e escuros, como os lixões. É o maior e o mais agressivo dos três, pode chegar a 50 cm de comprimento – corpo e cauda – e é um ótimo nadador. Tem hábitos noturnos e passa a maior parte do tempo nas tubulações de esgoto. Para se alimentar, gosta de cereais, mas consome os restos orgânicos que encontra em lixeiras.

Rato-preto: é mais conhecido como rato de telhado e é o mais encontrado nas casas. É um excelente escalador de paredes e pode se alojar em forros, sótãos, telhados, buracos em paredes ou muros. Mede entre 15 e 20 cm e tem orelhas grandes. Para garantir seu sustento, esse rato infesta locais próximos a fontes de alimento: armazéns, depósitos, residências, entre outros.

Camundongo: inteligentes e sociáveis, eles infestam o interior das edificações e ficam a pouca distância da fonte de alimento, dando preferência às carnes e laticínios. Medem cerca de 10 cm, tem orelhas grandes e arredondadas e são muito ativos: circulam a maior parte da noite buscando um lanchinho.

Como identificar infestação por ratos

Sabe qual é a maior dificuldade para as pessoas identificarem a espécie de rato? São os hábitos destes animais: eles evitam a exposição e o contato com os humanos, circulando mais à noite, por locais mais escondidos e protegidos, o que impede uma visualização clara das suas características.

Nesses casos, uma equipe especializada em controle de ratos consegue identificar os sinais que cada espécie deixa no ambiente e quais as melhores maneiras de combater a infestação.

As principais pistas que eles deixam pelo caminho são essas 7: roeduras, manchas, barulhos, pegadas, odores, fezes e ninhos.

Para saber mais sobre cada uma delas, leia o texto do quadro abaixo. A pista número 3 vai te mostrar que muita casa “mal assombrada” por aí está apenas infestada de ratos-pretos!

Saiba mais: 7 sinais de infestação por ratos no ambiente

Mas, antes mesmo de identificar a espécie do rato ou de descobrir como eliminar ratos e ratazanas, você pode adotar atitudes simples para evitar que a infestação se instale. Confira o que é possível fazer como forma de prevenção!

Se você é dono ou gerencia um negócio, a atenção deve ser redobrada. Para conhecer os principais sinais da existência de outras pragas urbanas, acesse o infográfico abaixo e descubra com o quê você deve ficar atento em seu negócio.

Infográfico - Sinais da presença de pragas urbanas

O que fazer para evitar uma infestação de ratos

Se você pensou em “gatos”, infelizmente temos más notícias. Gatos não caçam ratos com tanta eficácia, isso porque os ratos se escondem com facilidade quando notam predadores nos arredores, passando mais tempo refugiados dentro do ninho. Isso não quer dizer que a infestação de ratos foi controlada, mas, sim, que as criaturas apenas estão esperando a hora certa de agir.

O que favorece a chegada dos ratos e o estabelecimento do ninho é um conjunto de fatores, os 4 A´s do Controle de Pragas: acesso, abrigo, alimento e água. Confira medidas simples que você pode aplicar hoje mesmo:

  • Evite o Acesso: instale grades nos ralos para evitar que ratazanas subam pelo encanamento.
  • Não dê Abrigo: evite acumular entulho em depósitos, garagens ou pátios, pois servem de ninho para os ratos; realize faxinas periódicas.
  • Corte o Alimento: deposite o lixo em latões protegidos com tampa; guarde os alimentos (inclusive ração de animais) em recipientes fechados.
  • Dificulte o acesso à Água: faça a manutenção das caixa d´água e dos reservatórios; verifique qualquer vazamento.

Sendo que, aqui, o alimento representa um ponto muito determinante, pois a fartura disponível favorece a proliferação da praga. E o seu ciclo biológico é rápido. Tão logo a fêmea dá à luz uma ninhada, ela pode engravidar novamente. Pouco mais de três semanas se passam e outras crias – entre seis e 12 – surgem para ampliar a família.

Ou seja: você deve realizar a desratização imediatamente. Do contrário, os ratos se multiplicam e vão causando estragos cada vez maiores no entorno.

Tem como eliminar ratos e ratazanas com venenos comuns?

Dificilmente. Algumas substâncias, vendidas ilegalmente, como o popular chumbinho, não possuem eficácia comprovada como raticida, sendo apenas um agrotóxico contra pragas de lavouras. Além de não eliminar os ratos, o produto pode causar intoxicação grave nas pessoas ou animais de estimação.

Outro fator que tira a eficácia dos venenos comuns é a inteligência dos ratos: caso um membro da colônia adoeça após ingerir um alimento envenenado, os demais evitarão aquele produto. Em outras palavras, eles vão continuar vivos e à procura de opções mais saudáveis para seu sustento.

Como eliminar ratos e ratazanas?

Essa é uma missão para especialistas. Os profissionais de desratização realizam uma investigação técnica no local para identificar os focos de infestação. Depois disso, espalham iscas em pontos estratégicos para capturar os roedores.

Dedetização de rato

Desratização, ou Controle de Ratos.

O procedimento também pode contar com a aplicação de desinfestantes químicos. Os domissanitários são autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, quando administrados da forma correta, não oferecem risco ao meio ambiente.

O procedimento cria uma barreira protetora contra ratos e ratazanas na área imunizada. Dessa forma, além da função curativa, ela tem caráter preventivo, impedindo que novas criaturas invadam o ambiente.

Atenção: contrate uma equipe que possua licença da Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luís Roessler (Fepam). Essa é a entidade que autoriza e fiscaliza o controle de pragas no Rio Grande do Sul. O documento é uma garantia de que o processo será conduzido de acordo com os manuais de boas práticas.

Precisa de ajuda profissional? Chame a Imunizadora Hoffmann. Nossos colaboradores são treinados para acabar com as infestações mais difíceis.

Independentemente de qual das espécies de ratos que esteja lhe causando problemas, entre em contato conosco e solicite um orçamento para controle de ratos / desratização.

Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios

Posts Relacionados