Blog Imunizadora Hoffmann

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

A limpeza de caixa d’água deve ser repetida pelo menos a cada seis meses. Esse procedimento é necessário mesmo quando você não nota mau cheiro nem outros sinais de sujidade. Isso porque algumas ameaças são tão insípidas, incolores e inodoras quanto o líquido potável.

Está na legislação gaúcha. Conforme a Lei nº 9.751/92, todos os prédios públicos e particulares do Rio Grande do Sul têm que assegurar os padrões de potabilidade para o consumo humano. A inobservância da regra pode render multa ou a interdição de estabelecimentos comerciais.

A seguir, conheça em detalhes a importância de higienizar o reservatório. Aprenda, ainda, como limpar a caixa d’água da maneira certa e quando é mais indicado chamar um serviço profissional.

Limpeza de caixa d’água ajuda na manutenção do equipamento

Por mais que a água da rede de abastecimento seja tratada, ela não chega completamente pura ao reservatório. Há material biológico ali, como algas, minerais e microrganismos. Até mesmo barro pode vir pelos canos, dependendo das condições de captação na localidade.

Com o tempo, esses elementos criam uma espécie de lodo nas paredes internas do recipiente. As incrustações escuras vão se acumulando, o que torna a manutenção cada vez mais difícil.

A consequência da falta de limpeza da caixa d’água são pequenas fissuras. Em casos graves, as rachaduras levam a infiltrações, dando margem para problemas bem sérios.

Já pensou se o reservatório estoura? É prejuízo na certa.

E o que dizer das pragas urbanas? Elas podem matar a sede invadindo uma caixa d’água desprotegida. Entre essas criaturas nojentas dá para citar baratas, ratos e pombos. Nem precisamos mencionar a sujeira que eles causam, né?

Portanto, limpar o reservatório regularmente é uma atitude indispensável para preservar seu patrimônio material. A higienização em dia garante a longevidade do equipamento, então você não precisa arcar com conserto ou substituição de peças.

Saiba mais: Manutenção de imóveis valoriza o patrimônio

Higienização de reservatório também faz bem à saúde

Outro ponto importante diz respeito à saúde de quem consome a água do reservatório. Para abordar o assunto, devemos falar mais uma vez dos microrganismos vivendo nesse ambiente.

Estamos nos referindo a bactérias, protozoários e outros patógenos. Muitos deles são eliminados ainda na estação de tratamento, mas alguns conseguem se proliferar na caixa d’água, especialmente se houver sujeira.

Já a captação feita em poço artesiano é um caso à parte. Como nem sempre há monitoramento das autoridades sanitárias, o risco de contaminação por micróbios fica mais elevado.

Agora imagine beber ou mesmo cozinhar usando água contaminada por Salmonella e E. Coli. Risco grave, né? As pessoas podem ter intoxicação alimentar, febre tifoide, gastroenterite e outras doenças do sistema digestivo.

Saiba mais: Qualidade da água em empresas alimentícias diminui riscos de contaminação

Felizmente, a limpeza de caixa d’água interrompe a proliferação desses agentes nocivos. O procedimento também impede a reprodução de outros vetores, como insetos.

Vale lembrar que as baratas carregam bactérias e fungos nas patas, sendo melhor mantê-las bem longe do reservatório. A fêmea do mosquito Aedes aegypti, por sua vez, deposita ovos em água parada, dando origem a centenas de possíveis transmissores de dengue, zika e chikungunya.

Em resumo, a higienização da caixa d’água contribui para o seu bem-estar e o de toda a vizinhança. A manutenção da estrutura é sinônimo de respeito à saúde pública.

Limpeza de caixa d’água / Higienização de reservatório de água

A higienização periódica de caixas d’água e reservatórios é uma exigência legal para todos os prédios do RS.

Como realizar a limpeza de caixa d’água

Agora que já explicamos a importância de limpar a caixa d’água, resta ensinar como fazer a higienização correta. Na sua residência, a operação é relativamente simples. Perceba no passo a passo abaixo:

1. Esvazie o reservatório

A primeira ação que você deve executar é o esgotamento do líquido que estiver no interior do recipiente. Durante a higienização, o nível de água precisa ficar abaixo dos 20 cm de altura.

Programe-se para evitar desperdícios. Antes da limpeza, feche os registros e consuma a água normalmente para diminuir a quantidade no reservatório. Se não for possível esvaziar tanto, armazene o excedente em galões para utilizar na lavagem de roupas ou na faxina da casa.

2. Esfregue o interior da caixa d’água

Use um pano ou uma esponja macia para esfregar a parte interna do reservatório, removendo as incrustações de sujeira. Faça isso tanto nas paredes quanto no fundo da estrutura.

Não vale utilizar abrasivos, hein? Esponja de aço, escova com cerdas metálicas ou mesmo detergentes devem ser deixados de lado, pois comprometem a integridade do equipamento.

3. Reabasteça o reservatório

Terminada a limpeza da caixa d’água, você deve vedá-la e reabastecê-la com água potável. Aguarde pelo menos meia hora para retomar o consumo.

Dica: enquanto o procedimento estiver em andamento, mantenha as torneiras fechadas e não acione as descargas dos banheiros. Esse cuidado serve para prevenir a entrada de ar nos canos.

Limpeza de caixa d’água: quando chamar um profissional?

Devemos frisar que a limpeza doméstica remove as sujidades visíveis a olho nu. Agora, como saber se as bactérias foram eliminadas?

É por esse motivo que recomendamos o auxílio de uma empresa especializada. Os profissionais utilizam compostos para a desinfecção bacteriológica da caixa d’água. São produtos específicos para a função, que não danificam as estruturas internas, não agridem o meio ambiente e muito menos põem em risco a saúde dos consumidores.

Junto a isso, é necessário lembrar que os reservatórios de certas edificações ficam em locais de difícil acesso. Quando se trata de um prédio comercial, uma planta fabril ou mesmo um condomínio de moradia, às vezes é preciso subir no telhado ou escalar uma torre para chegar ao equipamento.

Nessas situações, a equipe responsável pela limpeza de caixa d’água precisa de treinamento específico para trabalho em altura. Além disso, deve observar alguns protocolos de segurança, como o uso de equipamentos de proteção.

Ou seja: se você não dá conta do serviço sozinho, chame a Hoffmann. Nossos colaboradores seguem manuais de boas práticas para uma higienização de reservatório segura e eficiente.

Ao fim do processo, emitimos relatório do atendimento prestado. Esse laudo será útil se porventura houver fiscalização da Vigilância Sanitária.

Para sua maior comodidade, também oferecemos a modalidade contratual do serviço. Dessa maneira estabelecemos uma periodicidade fixa para as próximas visitas, o que reduz custos e ajuda a organizar o calendário de manutenção com meses de antecedência.

Saiba mais: Limpeza de caixa d’água na modalidade contratual

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para higienização de reservatórios de água. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959WhatsApp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios

Posts Relacionados