Blog Imunizadora Hoffmann

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

Elas não são um problema apenas para cães e gatos. Um ataque de pulgas em humanos também pode causar incômodo. A picada das saltadoras coça bastante, e há risco até de doenças!

Por isso, hoje vamos tirar suas dúvidas sobre o tema. Fique conosco para aprender como identificar picada de pulga, quais são os perigos para a saúde e como controlar infestações dessa praga.

Qual tipo de pulga ataca humanos?

Existem diversas espécies de pulga na natureza, mas elas infestam basicamente animais silvestres. A que merece nossa atenção no artigo de hoje é a Pulex irritans.

Esse inseto é um parasita comum em gatos e cachorros. Porém, na falta de hospedeiros de quatro patas, ele ataca humanos como último recurso de sobrevivência.

Cabe destacar que apenas as pulgas adultas se alimentam de sangue. Quando estão na fase de larva, elas se nutrem da sujeira do ambiente.

Como as pulgas infestam o ambiente?

A pulga fêmea larga os ovos no pelo do animal. Só que eles são lisos, então muitos acabam caindo pelo caminho.

Dessa forma, os insetos podem eclodir dentro de casa. Eles se escondem nas frestas do assoalho ou entre as costuras dos estofados, por exemplo.

Pulgas também podem chegar ao ambiente doméstico via transporte passivo. Digamos que você pegue um ônibus cheio dessas criaturas. Nesse caso, basta uma única fêmea fecundada se grudar em sua roupa para o estrago acontecer. Ela desembarcará no seu lar, doce lar e dará origem a uma prole gigante.

Saiba mais: Pulgas se proliferam inclusive em lugares sem pets

Quais são os sinais de picada de pulga em humanos?

As picadas de pulga podem aparecer na região da cintura e em outras áreas quentes do corpo, como joelhos, axilas e virilhas. Muita gente as confunde com ataque de mosquito por causa da aparência: uma bolinha vermelha e saliente, com poucos milímetros de diâmetro.

Às vezes, essas lesões apresentam um ponto vermelho central. E elas podem surgir em grande quantidade, formando uma espécie de constelação. Isso porque um único bicho pica o alvo várias vezes antes de terminar o banquete.

Quais são as reações à picada de pulga?

A reação mais comum ao ataque de pulgas em humanos é a urticária. Você pode sentir uma coceira intensa e notar vermelhidão no local das picadas.

No entanto, cuidado para não se coçar demais. Esse ato pode causar lesões na sua pele, abrindo caminho para a entrada de bactérias. Aí há perigo de infecção.

Pessoas com hipersensibilidade à saliva dos parasitas podem, ainda, ter uma reação alérgica mais grave. Numa situação dessas, é recomendado procurar ajuda médica.

Saiba mais: Tiramos 7 dúvidas sobre picada de inseto

Como tratar picada de pulga?

O tratamento para picada de pulga não tem muito mistério. Basicamente, é necessário aliviar os sintomas.

Você pode controlar o prurido com uma pomada ou creme calmante. Um médico dermatologista poderá indicar a melhor solução para seu tipo de pele.

Se houver alergia severa, com inchaço e vermelhidão, talvez seja preciso administrar um medicamento anti-histamínico. Novamente, nossa indicação é buscar auxílio médico.

Pulgas transmitem doenças para humanos?

As pulgas que se proliferam no ambiente doméstico são quase inofensivas. Apesar do incômodo e da coceira, as Pulex irritans não chegam a ameaçar a saúde das pessoas.

O risco maior está nos insetos que vivem em ratos. Como os roedores carregam muitos microrganismos patógenos, as sugadoras de sangue podem adquirir esses parasitas, tornando-se vetores de doenças.

Alguns exemplos de enfermidades transmitidas por pulgas incluem o tifo murino e a peste bubônica. Nos links ao lado, você encontra informações sobre sintomas, complicações e tratamento.

Saiba mais: Conheça as melhores armadilhas para ratos

É possível ter pulga no cabelo?

Tecnicamente, sim. As pulgas podem “pegar carona” no cabelo humano, caso haja contato com um lugar infestado (poltrona de cinema, assento de ônibus etc.).

Contudo, uma boa rotina de higiene é suficiente para afastar complicações. Lave as madeixas com frequência, usando xampu e água morna, e os parasitas irão embora pelo ralo.

Para quem tem cabelos muito longos, uma dica extra é passar pente fino. Assim dá para catar eventuais bichinhos, como pulgas e piolhos.

Preparamos um vídeo que trata exatamente deste tema: e quando as pulgas estão nos humanos, o que fazer? Dê o play e confira!

Como evitar infestação por pulgas?

Essa é a parte complicada. Estima-se que apenas 5% das pulgas em uma infestação sejam insetos adultos. O restante são ovos, larvas e pupas, ainda mais difíceis de se detectar.

De qualquer modo, existem estratégias para conter o avanço do problema. Veja algumas medidas importantes:

– Use água morna, acima dos 60°C, para lavar almofadas, tapetes e roupas de cama;

– Recorra ao aspirador de pó na faxina, pois esse é o melhor equipamento para remover poeira dos esconderijos de pulgas (pisos, rodapés, carpetes, sofás etc.);

– Se você tiver pets em casa, mantenha o tratamento antipulgas dos animais em dia. Existem medicamentos e coleiras específicas para afugentar os parasitas.

Como ocorre com qualquer praga urbana, a melhor maneira de acabar com insetos é cortando os quatro As: acesso, abrigo, alimento e água. Saiba mais no link abaixo.

Saiba mais: Evite infestações com os 4 As do controle de pragas

E se as pulgas continuarem no ambiente, o que fazer?

Se a infestação persistir, você deve procurar ajuda especializada. É hora de fazer uma desinsetização, conhecida popularmente como dedetização de pulgas.

O procedimento utiliza substâncias de uso profissional. Ao contrário dos inseticidas vendidos em supermercado, que matam apenas os insetos adultos, os produtos administrados pela imunizadora são eficientes contra larvas, pupas e ovos. Ou seja: eles acabam, de uma só vez, com a praga em todos os estágios evolutivos.

Para sua maior segurança, recorra a uma empresa licenciada pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam). Essa é a entidade que regula e fiscaliza o controle de pragas urbanas em solo gaúcho.

A Hoffmann segue manuais rigorosos de boas práticas. Fomos a primeira imunizadora do estado a receber o Selo de Proteção Bayer, uma certificação internacional que atesta a qualidade do serviço.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para controle de insetos. Com nosso auxílio, você nunca mais vai ter que se preocupar com as pulgas.

Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959WhatsApp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios

Posts Relacionados