(51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959 | (51) 99749-4400

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

Uma picada de inseto nem sempre é motivo para pânico. Na maioria das vezes, causa apenas coceira. Porém, há pessoas e animais que têm reações graves aos ataques, sendo necessário tomar medidas de primeiros socorros. A seguir, tire suas dúvidas sobre o assunto.

1. Por que a picada de inseto dói mais em algumas pessoas?

A reação alérgica varia de indivíduo para indivíduo. A maior parte sente apenas um leve incômodo. Outros sujeitos, com mais sensibilidade, podem apresentar coceira, vermelhidão e inchaço. As razões para isso são genéticas.

2. É possível identificar o inseto pelo aspecto da picada?

Sim. Nem sempre percebemos o ataque na hora, mas cada criatura deixa marcas diferentes. A do pernilongo, por exemplo, é uma bolha vermelha. Já a do borrachudo fica mais inchada e com um pontinho de sangue coagulado no meio.

Se você for atacado por pulgas, é provável que apresente várias bolinhas avermelhadas. Elas coçam bastante, mas não doem.

A dor está relacionada a picadas de abelha, vespa (marimbondo) ou escorpião. Nesses casos, a resposta do corpo é imediata.

Aranhas, por sua vez, costumam deixar duas feridas paralelas. Às vezes, há necrose da pele na região afetada.

3. Como tratar picada de inseto?

A principal recomendação é lavar a área com água e sabão. Uma compressa de gelo pode amenizar eventuais dores.

No caso de uma inflamação ou de uma reação alérgica persistente, procure orientação médica. O profissional pode indicar pomada ou remédio anti-histamínico.

4. O que fazer nas situações mais graves?

Pacientes com alergias severas podem chegar ao choque anafilático. Para evitar a progressão dos sintomas, busque atendimento imediato numa unidade de saúde.

O mesmo deve ser feito se houver dor intensa na região da picada. Algumas espécies de aracnídeos, embora raras, são letais.

5. E se um animal de estimação for atacado por inseto?

Primeiro, tente remover o ferrão (se houver), friccionando um cartão de crédito ou outro material rígido sobre o local. Depois, faça um emplastro com gaze embebida em água gelada e bicarbonato de sódio.

Observe se há sintomas como caroços pelo corpo do peludo ou dificuldades respiratórias. Isso demanda atendimento urgente de um veterinário. Por outro lado, coceira e vermelhidão são normais.

6. Plantas carnívoras ajudam a eliminar insetos?

Pelo contrário. Essas espécies utilizam mecanismos para atrair ainda mais moscas e mosquitos. Pode ser uma cor chamativa, um aroma adocicado ou até cheiro de carniça.

Cabe lembrar que a principal fonte de energia das plantinhas continua sendo a fotossíntese. Os insetos são apenas um complemento à dieta.

7. Como controlar insetos no ambiente?

A solução mais segura para manter um local livre de mosquitos, aranhas e outras pragas é o controle de insetos. O serviço, também conhecido como dedetização ou desinsetização, utiliza substâncias de uso restrito. Elas são aplicadas por profissionais capacitados, que cumprem normas de boas práticas.

A Hoffmann tem mais de 30 anos de experiência no ramo e oferece garantia nos procedimentos de controle de pragas. Quer saber mais? Então entre em contato conosco e solicite um orçamento. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios