Blog Imunizadora Hoffmann

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

Como pode um bicho tão pequeno causar tanto incômodo? Pois é justamente isso que acontece com a picada de formiga. O ataque desse inseto costuma dar coceira e irritação na pele. Em casos graves, pode até matar!

Mas não se preocupe: o artigo de hoje vai ensinar exatamente o que você precisa fazer para evitar riscos à saúde de sua família. Siga conosco e veja como aliviar os sintomas, quando procurar ajuda médica e o que fazer para prevenir novas infestações.

Picada de formiga: o que fazer

Existem milhares de espécies de insetos no Brasil. Alguns são mais peçonhentos que outros, então as consequências de um ataque podem variar. Em geral, os sintomas de picada de formiga são os seguintes:

– Dor ou coceira no local;

– Vermelhidão;

– Inchaço.

Em algumas pessoas, também pode aparecer uma bolha bem no ponto onde ocorreu a ferroada. É importante não coçar a área, pois, se a ferida rebentar, há risco de infecções secundárias por bactérias ou outros microrganismos oportunistas.

Picada de formiga preta X picada de formiga-de-fogo

Já foram registrados pelo menos 41 tipos de formigas urbanas no Rio Grande do Sul, conforme mostramos num artigo anterior deste blog. Algumas das mais preocupantes são a formiga-cortadeira, a sarará e a formiga-faraó.

Além do dano ao patrimônio, tanto em jardins quanto nas estruturas das edificações, elas representam uma ameaça à saúde pública. Isso porque podem carregar micróbios nas patas e espalhá-los de um ambiente a outro. Dentro de clínicas e salas de cirurgia, por exemplo, esse movimento pode resultar em surtos de infecções hospitalares.

No que diz respeito ao ataque direto a humanos, as formigas de aparência preta até causam certo incômodo. Porém, as temidas de fato são as do gênero Solenopsis. De aparência marrom-claro ou avermelhada, dependendo da espécie, elas são conhecidas pelos nomes populares formiga-de-fogo ou formiga-lava-pés.

Esses apelidos são quase autoexplicativos. Por causa da ardência, que parece fogo queimando, muita gente resolve meter os pés (ou qualquer parte do corpo atingida) na água para aliviar os sintomas.

A picada da formiga-de-fogo deixa a área vermelha e dolorida. A reação é intensa, mas costuma passar em até 45 minutos. Também pode ocorrer coceira, formação de bolhas e até a inflamação de alguns nervos isolados.

Na hipótese de um grande número de picadas, há perigo de convulsões. Isso sem contar as reações alérgicas extremas.

Saiba mais: As 5 picadas de insetos mais comuns do verão

Alergia a picada de formiga

É raro, mas alguns pacientes são alérgicos à picada da formiga. Nessas situações, deve-se buscar atendimento médico urgente para frear a evolução do problema.

Os primeiros sinais de reação alérgica sempre são na pele: vermelhidão, coceira, inchaço e sensação de queimação que se espalham para além da região da picada. Depois, a pressão pode baixar, com presença de náuseas e desmaio.

Se o quadro persistir, em seguida vem o inchaço das vias respiratórias – nariz, boca e garganta. A conexão com o estômago também pode ficar estreita, dificultando ainda mais a passagem de ar. A respiração começa a falhar, como num ataque de asma.

Num episódio desses, a pior consequência é o choque anafilático, que pode levar até a óbito. Portanto, se a alergia à picada da formiga persistir, procure ajuda médica imediatamente.

Picada de formiga pode matar?

Como dissemos, esse risco é muito baixo. Pessoas alérgicas ao inseto sofrem mais com as complicações, mas a intensidade dos sintomas depende de diversos fatores. A quantidade de picadas, a espécie da formiga e o histórico de saúde do indivíduo precisam ser considerados.

De maneira geral, o ataque dessas criaturas causa apenas dor e coceira. Por isso, o tratamento costuma ser bem simples.

Como aliviar o incômodo da picada de formiga

Se você for alvo de um ataque de formigas, aqui vão algumas dicas para amenizar os sintomas. Elas também servem para picadas de outros insetos. Acompanhe:

– Lave a área cuidadosamente com água e sabão, tomando cuidado para não romper as bolhas;

– Aplique uma compressa gelada sobre a ferida;

– Havendo picadas nos pés, nas mãos, nos braços ou nas pernas, erga o membro atingido para diminuir o fluxo sanguíneo naquela parte do corpo;

Tente não coçar o local, pois as unhas podem machucar a pele e abrir caminho a infecções secundárias;

– Observe os sintomas. Caso a inflamação ou o inchaço se espalhem, vá à Unidade de Saúde mais próxima.

– Lembre-se de evitar a automedicação. Somente um profissional pode indicar remédios ou pomadas adequados a esse tipo de ferimento.

Saiba mais: Descubra os melhores métodos para eliminar formigas

Picada de formiga em cachorro é um problema?

Nem só os humanos sofrem com os insetos. Cães e gatos são outros alvos frequentes das ferroadas.

A reação ao veneno da formiga é similar nos pets. O local da lesão pode ficar vermelho, inchado e dolorido. Porém, alguns animais são mais sensíveis à toxina. Desse modo, se houver muitas picadas, o grau de intoxicação aumenta.

Preste atenção a sinais como vômitos, tremores e salivação excessiva. Esses podem ser sintomas de reação alérgica no cão.

O atendimento veterinário deve ser imediato. O profissional poderá administrar anti-histamínicos ou corticoides para controlar o desconforto do bichinho.

E atenção: pomadas para picada de formiga indicadas a humanos não servem para pets. A aplicação indiscriminada desses e de outros produtos, como medicamentos orais, pode piorar o quadro alérgico.

Desinsetização de formigas previne infestações

E então, gostou do artigo de hoje? Esperamos que as informações tenham sido úteis para você.

Para encerrar, aqui vai um último alerta: inseticidas comprados em supermercado não servem para acabar com infestação de formiga. Os produtos em spray não atingem o núcleo do formigueiro, onde a rainha fica escondida botando ovos. Sendo assim, a maneira mais eficaz de prevenir novos ataques é investindo na desinsetização (dedetização) de formigas.

A Hoffmann atua há mais de 30 anos no controle de pragas urbanas. Nossa equipe pode ajudar você a resolver esse problema de uma vez por todas.

Quer saber os detalhes? Entre em contato conosco e solicite um orçamento para controle de insetos.

Fones:  (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959WhatsApp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail
  • Compartilhar no LinkedIn

Posts Relacionados