(51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959 | (51) 99749-4400

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

O controle de pragas urbanas envolve, muitas vezes, a aplicação de substâncias químicas. Portanto, você precisa garantir que a empresa contratada para o serviço atenda às devidas normas de segurança. Isso evita impactos negativos à saúde e ao meio ambiente. A seguir, damos dicas de como escolher a dedetizadora adequada.

Como escolher a dedetizadora certa

Antes de tudo, pesquise sobre esse segmento. Conheça as imunizadoras que trabalham na sua região, pois, sabendo quais são os nomes de destaque no mercado, fica mais fácil comparar as características de cada um. Acompanhe os principais itens do checklist:

1. Confira se a companhia tem licença

No Rio Grande do Sul, o órgão regulador é a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam). O registro junto à entidade atesta que a empresa opera de forma legalizada e atende às condições exigidas quanto à instalação e a sustentabilidade da instituição.

2. Informe-se sobre a RDC 52

A Resolução RDC 52/09 é um documento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O texto define boas práticas para o controle de pragas, de modo a assegurar a qualidade do serviço e a minimizar o impacto para pessoas, animais e a natureza em geral. Desse modo, verifique se a dedetizadora segue tais diretrizes.

3. Exija diferenciais

Quanto mais selos e certificações a empresa conquista, mais ela transmite confiança. A Certificação ISO 9001, por exemplo, é conferida a organizações que padronizam e melhoram continuamente seus processos internos. Já o Selo Bayer de Proteção é uma conquista das marcas que prestam serviço de excelência no manejo integrado de pragas.

4. Desconfie de orçamentos abaixo da média

Não tente escolher a dedetizadora mais “em conta”. O valor baixo indica possíveis problemas. O primeiro é a mão de obra barata, sem qualificações para executar o controle de pragas. Afinal, o manejo das substâncias demanda treinamentos específicos e cursos de atualização, o que tem um custo.

O segundo risco é a utilização de produtos sem procedência, ou com princípio ativo ineficaz. Esses inseticidas até têm efeito paliativo, mas dificilmente resolvem infestações. São o legítimo barato que sai caro.

5. Exija garantia

Insetos, cupins e ratos conseguem se esconder com facilidade. Por mais criteriosa que seja a inspeção do ambiente, um ou outro bichinho podem escapar.

Nesses casos, a equipe deve oferecer assistência técnica por um período pré-determinado. Assim, se o problema não tiver sido resolvido, o grupo retorna ao local para reforçar a desinsetização, a descupinização ou a desratização.

Tirou suas dúvidas sobre como escolher a imunizadora? Então aproveite para solicitar um orçamento à Hoffmann! Temos mais de 30 anos de experiência no ramo de controle de pragas. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios