(51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959 | (51) 99749-4400

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

Muitos inseticidas domésticos podem causar intoxicação em pessoas e animais, caso sejam administrados de maneira incorreta. Crianças são especialmente suscetíveis ao envenenamento, pois têm um metabolismo acelerado e pouca resistência a substâncias estranhas. Portanto, fique de olho nas dicas a seguir e evite problemas.

Como ocorre o envenenamento por inseticida

O envenenamento ocorre quando o produto nocivo é engolido ou inalado pela pessoa. O simples contato com a pele também pode causar reações adversas. De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), diferentes fatores determinam o grau de perigo:

Tempo: quanto mais longa a exposição aos químicos, maiores as chances de danos à saúde;

Concentração do agente: quanto mais forte a substância, mais danosa ela será;

Toxicidade: alguns produtos são mais tóxicos que outros;

Susceptibilidade individual: a sensibilidade de cada sujeito aos componentes da fórmula pode variar.

O problema maior acontece porque alguns inseticidas são inodoros. Como os consumidores não sentem cheiro ruim durante a aplicação, acabam exagerando na dose. Desse modo, em vez de afastar aranhas e baratas, abrem espaço para diversas complicações.

Os principais sintomas de intoxicação incluem lacrimejamento, visão embaçada, tosse vômito e sudorese. Em casos mais graves, a pressão arterial costuma baixar, podendo haver arritmia cardíaca, fraqueza muscular e convulsões.

Qualquer cenário desses exige atendimento médico. Não hesite em procurar uma emergência. Se possível, leve junto o produto causador da intoxicação, para que os profissionais consigam identificar o agente e prescrever a medicação correta.

Como prevenir intoxicação por inseticida

Em casa ou no trabalho, você deve tomar medidas para evitar acidentes com veneno. Acompanhe algumas recomendações:

1. Mantenha o inseticida na embalagem original. Se guardada num recipiente sem rótulo, a substância pode ser confundida com um produto inofensivo.

2. Dê preferência a aerossóis que utilizem travas de segurança. O mecanismo dificulta a manipulação acidental.

3. Guarde os químicos longe do alcance de crianças.

4. Compre apenas produtos de marcas reconhecidas. Inseticidas e raticidas ilegais não têm qualquer garantia de segurança sanitária, muito menos de eficácia.

5. Tanto no uso quanto no armazenamento, siga corretamente as instruções do fabricante.

Mais esclarecimentos podem ser obtidos junto ao Centro de Informação Toxicológica do Rio Grande do Sul, pelo telefone 0800.721.3000.

Controle de pragas evita infestações

Lembre-se, ainda, de que os artigos comercializados em supermercados possuem apenas efeito paliativo. Eles afastam insetos temporariamente, mas não agem no núcleo da colônia.

Se você enfrenta infestações, deve recorrer ao controle de pragas urbanas. O serviço de desinsetização é realizado por profissionais treinados, que utilizam domissanitários de uso restrito. Os trabalhadores vestem equipamentos de proteção individual e seguem manuais de boas práticas para o manejo adequado desses inseticidas.

A Hoffmann respeita as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Entre em contato conosco e solicite um orçamento para o controle de insetos. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios