Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

Uma infestação por ratos oferece diversos riscos ao ambiente. O primeiro deles é o prejuízo material. Os roedores não só deixam marcas por onde passam, causando avarias em móveis e estruturas, como também atacam os alimentos estocados na despensa. Então, é preciso jogar os insumos fora.

Isso acontece devido ao segundo problema: os invasores podem transmitir dezenas de doenças. O descarte do material é uma medida de evitar contaminações.

Portanto, a desratização da área se torna necessária para reduzir impactos econômicos e sanitários. E, quanto mais cedo você identificar sinais de infestação, mais rapidamente poderá controlar o estrago. Continue a leitura e conheça os indícios de que há roedores por perto.

Como identificar infestação por ratos

Vale lembrar que ratos têm hábitos noturnos. Como eles saem para procurar alimento à noite, quando não há tanta circulação de pessoas, dificilmente você encontrará um exemplar ao vivo. O mais provável é deparar-se com as pistas que eles deixam pelo caminho. São elas:

  1. Roeduras

Esses seres têm dentes incisivos que não param de crescer. Por isso, precisam sair roendo o que encontram pela frente.

E eles não são muito seletivos. Plástico, madeira, concreto… Qualquer material pode ser alvo das dentadas.

As marcas aparecem na forma de ranhuras paralelas. Você consegue percebê-las nos locais de maior circulação dos invasores: rodapés, quinas de móveis, caixas de papelão, potes de comida e até fiações elétricas.

Os alimentos também são vítimas fáceis. Preste atenção, especialmente, a frutas e cereais. Os ingredientes compõem a dieta básica dos camundongos.

Saiba mais: Como otimizar o controle de pragas em supermercados
  1. Manchas

Outra característica dos ratos é que eles possuem comportamento neofóbico, isto é, temem inovações. Por essa razão, ao se habituarem a determinado lugar, eles traçam sempre a mesma rota do ninho até a fonte de alimento.

Com o tempo, as idas e vindas vão deixando um rastro de sujeira e gordura. Desse modo, fica mais fácil notar a presença da praga e rastrear o caminho de volta ao esconderijo.

As manchas escuras são perceptíveis em paredes, móveis e outros objetos. A coloração adulterada é um indício claro de infestação por ratos no ambiente.

  1. Barulhos

Os ratos emitem guinchos agudos. Você pode ouvi-los principalmente à noite, quando a movimentação dos animais fica mais intensa.

Se a colônia estiver numerosa, os ruídos se tornam ainda mais fortes. Sons similares a passos humanos indicam que os roedores podem estar percorrendo o forro do telhado, por exemplo.

Outros sinais também envolvem a audição. Você notou que os cachorros do pátio estão latindo mais que o normal? Talvez eles tenham tentado espantar alguma ratazana. Essa espécie costuma se instalar em áreas externas – ao contrário dos camundongos, que preferem o interior das edificações.

  1. Pegadas

Sótãos, depósitos e outros recintos fechados nem sempre recebem a faxina merecida. É normal que eles acumulem poeira, favorecendo a proliferação de pragas como aranhas, baratas e ratos.

Apesar de recomendarmos a higienização periódica desses locais, ao menos o pó ajuda a visualizar pegadas de animais. Esse é mais um sinal claro de infestação.

Caso você desconfie de que ratos estejam rondando sua cozinha ou sua despensa, faça um teste. Polvilhe um pouco de farinha num canto estratégico e deixe o produto ali de um dia para o outro. Notou marcas no formato de dedinhos? Já sabe: a região está vulnerável.

Saiba mais: Organização de depósitos e almoxarifados
  1. Odores

Infestações severas deixam um cheiro bem desagradável no ar, especialmente em armários ou salas fechadas. E o odor pode ter pelo menos duas origens.

A mais comum delas é a urina dos ratos. Essa praga deixa um rastro semelhante ao amoníaco, fragrância pouco aprazível ao olfato humano. Sem contar que é no xixi do rato que podem estar os microrganismos causadores de enfermidades com a leptospirose.

Outra possível explicação para o fedor é ainda mais repugnante. Pode haver bichos mortos, já em decomposição, escondidos atrás de um móvel.

  1. Fezes

Os dejetos desses animais variam de tamanho, podendo medir entre 3mm e 6mm de comprimento. Em geral, são cilíndricos e bem escuros.

As fezes dos camundongos são as menores. Elas se concentram embaixo de armários, atrás de geladeiras ou em outros pontos próximos aos ninhos.

Já os excrementos das ratazanas são mais avantajados. Eles aparecem principalmente em jardins – perto de lixeiras, folhagens e montes de entulhos.

Aliás, o acúmulo de lixo cria o abrigo ideal para os invasores. Sendo assim, mantenha pátios e quintais sempre limpos.

  1. Ninhos

Ratos são extremamente hábeis para se esconder de predadores. Por conta disso, eles preferem instalar a toca em cômodos de pouco movimento, tais como garagens e porões.

A construção do ninho é feita com os materiais disponíveis nos arredores. Jornais, pedaços de tecido e até as próprias fezes ajudam a edificar a morada dessas criaturas.

Saiba mais: Evite infestações com os 4 As do controle de pragas

Nem sempre uma pessoa leiga encontra o esconderijo dos roedores, até porque a colônia pode se enfiar inclusive no buraco de uma parede. No entanto, os demais sinais de infestação no prédio alertam que é hora de procurar ajuda especializada.

Se você é dono ou gerencia um negócio, a atenção deve ser redobrada. Para conhecer os principais sinais da existência de outras pragas urbanas, acesse o infográfico abaixo e descubra com o quê você deve ficar atento em seu negócio.

Infográfico - Sinais da presença de pragas urbanas

Desratização deve ser feita por especialistas

Ao menor vestígio de ratos num ambiente, providencie medidas paliativas. A principal delas é descartar qualquer alimento que tenha sinais de roeduras.

Para manipular um animal morto, use luvas de borracha e máscara. Em seguida, com vassoura e pá, transfira o roedor a um saco plástico, que deverá ser jogado no lixo.

Depois, invista na desratização. Trata-se de um serviço realizado por imunizadoras especializadas, que utilizam substâncias de uso controlado.

Embora algumas pessoas recorram ao chumbinho, esse produto não funciona como raticida. Pior ainda: é tóxico e altamente perigoso para seres humanos.

Apenas empresas autorizadas podem atuar no controle de ratos. O procedimento utiliza não apenas aplicação química, mas também iscas adesivas e outros recursos para conter a infestação.

A Hoffmann segue manuais de boas práticas e todas as normas de segurança necessárias para um resultado eficaz. Nosso serviço de controle de ratos tem garantia de quatro meses, com assistência técnica durante o período.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento. Fones: (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959. Whatsapp: (51) 99749-4400. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios