Blog Imunizadora Hoffmann

Novidades e conteúdo exclusivo sobre controle de pragas.

As características geográficas fazem da capital gaúcha um lugar ideal para a proliferação de mosquitos, baratas e ratos, entre outras pragas. É por isso que a dedetização em Porto Alegre é um serviço tão necessário. Ela ajuda a controlar infestações e, assim, diminuir a incidência de epidemias no ambiente urbano.

Mas o que será que torna a cidade tão diferente de outras metrópoles? A explicação vem a seguir. Aproveite e veja, ainda, como escolher a equipe certa para realizar a imunização em sua casa ou sua empresa.

Proliferação de pragas em POA acelera com o calor do verão

Os verões porto-alegrenses se caracterizam pelo calor intenso. Segundo os meteorologistas, o fenômeno acontece devido a vários fatores.

Para início de conversa, estamos falando da capital brasileira mais ao sul do hemisfério. Com isso, há um período prolongado de incidência solar nos meses mais quentes. Enquanto o resto do país já acendeu as lâmpadas, os gaúchos ainda curtem um solzinho às 20h.

A ação do astro rei se soma ao clima seco, piorando o abafamento. E nem tem brisa do Guaíba que amenize o desconforto. Enquanto no Nordeste os ventos sopram do oceano, levando umidade à terra firme, por aqui as correntes sopram vindas do continente.

Para completar, há os sistemas de alta pressão que atuam sobre o Sul. Eles impedem a formação de nuvens e “seguram” o calorão por mais tempo.

Leia também: Quando recorrer ao serviço especializado de dedetização de baratas

Esse cenário, que até já rendeu o apelido de “Forno Alegre” à cidade, favorece a proliferação de pragas urbanas. O metabolismo dos insetos fica acelerado e os ciclos de reprodução se tornam mais curtos.

A atividade das criaturas é intensa – assim como seu poder de destruição. Não é à toa que aumenta a procura por empresas de dedetização em Porto Alegre nessa época.

Quando o calor aperta, a população nota os perigos dos seres indesejados com mais facilidade. Há nuvens de cupins invadindo as casas, mosquitos atrapalhando o sono das famílias e baratas contaminando as cozinhas.

Aliás, as cascudas atraem outro problema: os escorpiões, seus predadores naturais. O ano de 2018 ficou marcado pela presença do escorpião amarelo na capital dos gaúchos. Foram pelo menos 80 casos de aparição dessa espécie, a mais venenosa da América do Sul.

Desde então, a população segue em alerta no Estado, como você pode ver no vídeo abaixo.

Controle de pragas em Porto Alegre também demanda atenção durante o inverno

Infelizmente, os transtornos não diminuem com a chegada do inverno. É que a estação registra um volume mais alto de chuva, outra causa para a disseminação de pragas urbanas.

Para você ter uma ideia, Porto Alegre tem uma precipitação média de 103mm no mês de março. Em julho, o índice salta para 138mm. A fase do aguaceiro se estende até outubro (163mm) e vai perdendo força com o avanço da primavera.

Por um lado, as temperaturas mais baixas inibem a ação dos insetos. Por outro, a chuva eleva o nível de córregos, arroios e rios. Desse modo, as galerias de esgoto ficam cheias e chegam a transbordar em dias de tempestade.

Resultado: as criaturas que vivem no subterrâneo são expulsas de casa. Estamos falando, principalmente, das baratas e dos ratos.

Quando esses animais ficam desalojados, eles tendem a procurar abrigo na superfície. O pátio da casa, a caçamba de lixo em frente ao prédio e o monte de entulho do terreno baldio tornam-se esconderijos excelentes. Novamente, cresce a busca por dedetizadoras em POA para resolver o problema com as pragas indesejadas.

gráfico mostrando a climatologia de porto alegre, com médias mensais de precipitação e temperaturas máximas e mínimas.

Fonte: Climatempo

Nunca é demais reforçar os perigos que esses seres representam. Baratas podem carregar fungos e bactérias nocivas à saúde humana. Já a urina dos ratos pode transmitir diversas doenças, inclusive a leptospirose.

Vale lembrar que o descarte irregular de resíduos agrava o problema. Além de atrair pragas, o material costuma ser levado pela enxurrada. Grande parte desses detritos vai parar na rede pluvial, entupindo bueiros e bocas de lobo.

Com a vazão dificultada, crescem os riscos de alagamentos e enchentes. Nesse contexto, metrópoles como Porto Alegre continuam suscetíveis a toda sorte de infestações.

Você não tem como impedir a chuva de cair, nem é capaz de recolher todo o lixo que polui o Dilúvio, mas pode bloquear o acesso de insetos e roedores ao seu imóvel. A dedetização cria uma barreira protetora no local. Dessa forma, mesmo que todas as baratas de POA precisem de refúgio, elas não vão chegar perto.

Saiba mais: As 7 piores doenças causadas por pragas urbanas

Benefícios ao contratar uma dedetizadora em Porto Alegre

Para você entender melhor a importância do serviço de imunização, organizamos o texto nos três tópicos a seguir. Eles sintetizam os principais benefícios que um cliente conquista ao contratar dedetização – seja na Zona Sul de Porto Alegre, no Centro, na Zona Norte ou em qualquer outra região da cidade. Acompanhe:

1. Proteção contra doenças

Em primeiro lugar, o controle de pragas garante mais segurança sanitária ao ambiente. Isso porque essas criaturas invasoras, muitas vezes, também são vetores de doenças.

As baratas e as formigas carregam microrganismos nas patas. Assim, elas podem transportar fungos e bactérias de um lugar a outro, contribuindo para surtos de infecções.

Já os mosquitos são transmissores de vírus. Uma das espécies mais preocupantes é o Aedes aegypti, que pode passar dengue, zika, chikungunya e até febre amarela.

Por fim, tem os ratos. O perigo maior está na urina, capaz de contaminar o local com dezenas de parasitas diferentes. Para piorar, os roedores carregam pulgas – e as saltadoras também podem estar infectadas.

2. Preservação do patrimônio

Além das doenças, junto com as pragas vem a sujeira. Por exemplo, ratos aproveitam restos de materiais para construir suas tocas. Eles podem até mesmo usar itens encontrados no lixo!

Já os cupins vão deixando um rastro de degradação por onde passam. Esses insetos constroem galerias na madeira para se locomover, corroendo as estruturas de dentro para fora até que fiquem completamente ocas e inutilizáveis.

Há risco, inclusive, de curto-circuito. É que algumas espécies de cupim destroem cabos elétricos para chegar até o alimento. Imagine se as instalações pegam fogo!

Resumindo: pragas urbanas são sinônimo de prejuízo. Caso ocorram infestações na sua casa ou empresa, também virão avarias nos móveis, diminuindo a vida útil dessas peças. Em pouco tempo, será preciso consertá-las ou mesmo substituí-las por completo. Não tem orçamento que dê conta de tantos gastos extras…

3. Conformidade com a legislação

Por fim, devemos ressaltar que alguns negócios são obrigados por lei a realizar o controle periódico de pragas. É o que acontece em indústrias do ramo alimentício, bem como outras empresas sujeitas a inspeção da Vigilância Sanitária.

Além de supermercados, lanchonetes e refeitórios, todo estabelecimento que registre grande circulação de pessoas deve investir em dedetização. Afinal de contas, quanto mais gente passa por um espaço, maiores são as chances de transporte passivo de pragas. Elas podem vir escondidas na roupa de um visitante, numa sacola de compras e por aí vai.

Aliás, essa recomendação se estende aos condomínios residenciais em Porto Alegre e região metropolitana. A imunização é uma medida a mais para assegurar o bem-estar dos moradores.

Saiba mais: Tire suas dúvidas sobre dedetização de ambientes

Dedetização em Porto Alegre e região

O controle de pragas urbanas é um trabalho para profissionais. Apenas empresas autorizadas pelos órgãos reguladores podem realizar o serviço. No Rio Grande do Sul, a entidade responsável pelo licenciamento dessa atividade é a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam).

Como escolher uma dedetizadora em Porto Alegre

Portanto, ao contratar uma dedetizadora em Porto Alegre ou em qualquer outra cidade do Estado, verifique se a companhia tem licença da Fepam.

Observe, também, se a equipe atende às normas de boas práticas do ramo. Elas incluem o uso de equipamentos de proteção individual e o emprego de domissanitários aceitos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Outro ponto importante é o custo do serviço. A capacitação técnica dos trabalhadores e a aquisição de produtos de boa procedência geram uma despesa para o negócio. Por isso, desconfie de valores muito abaixo da média de mercado. Eles podem ser indícios de que a equipe não atende aos requisitos mínimos para uma imunização eficiente.

Lembre-se: a dedetizadora em Porto Alegre com o melhor preço não é aquela que cobra mais barato, mas, sim, a que oferece a melhor relação custo/benefício. É preciso verificar se o trabalho atende a critérios básicos de qualidade.

Temos dicas mais específicas sobre esse assunto no artigo abaixo. Confira!

Saiba mais: Como escolher a melhor imunizadora

Controle de pragas no RS: chame a Hoffmann

Hoffmann tem mais de 35 anos de experiência no controle de pragas urbanas. Nossos colaboradores passam por cursos de capacitação periódicos, além de utilizar produtos de alta tecnologia para controle de insetos (desinsetização)controle de ratos (desratização) e controle de cupins e brocas (descupinização).

Fomos a primeira empresa do Rio Grande do Sul a receber o Selo de Proteção Bayer. Essa conquista, reconhecida internacionalmente, atesta a qualidade de nossos serviços. Para comprová-la, também oferecemos garantia com assistência técnica durante todo o período.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para controle de pragas. Realizamos dedetização em Porto Alegre e em todas as demais cidades gaúchas.

Fones:  (51) 3545-4999 | (51) 98111-4999 | (54) 99983-5959WhatsApp: (51) 99749-4400.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Pinterest

Posts Relacionados